Afinal ninguém viu

•Dezembro 29, 2008 • Deixe um Comentário

Dos criadores de Postas de bacalhau à Lisboeta, e a Pascoa Acabou, veio o programa que teria feito portugueses felizes, enquanto outros choravam. O programa trata-se nada mais nada menos do que um concurso em que portugueses concorriam para ser o mais afectado pela crise. Este evento não podia deixar de ser patrocinado pelo nosso quase nunca/muito raramente estimado primeiro-ministro, o quase Eng. José Sócrates. Ao que foi apurado pela rapariga das mamas grandes que cá trabalha, nem a TVI transmitiu o programa. É pena…

Os concorrentes pertenciam a varias faixas etárias, desempenhavam diferentes profissões, desde carpinteiro a trolha, passando pelos estocadores de sofás.
O prémio deveria ter sido entregue conforme os votos da plateia, mas tal não ocorreu, visto que o mariquinhas do Sócrates emocionou-se e escolheu ele o vencedor.
O grande vencedor de E tudo a Crise me Levou, foi um mísere banqueiro, ao trautear o seguinte:

“Não tenho o nada
Mas de resto tenho tudo,
Sou rico em ouro
Mas também sonho muito,
Mas não me importo,
Pois é com o dinheiro que compro escravos, os carros, vivendas de luuuuxooo…”

Sócrates não resistiu e deu um presentinho de Natal a este “pobre coitado”, que está como é visível devastado com a crise. No fundo, não há ninguém mais necessitado que um banqueiro ricaço… Dizem eles…

tD#02 2P

Anúncios

A revolta dos pasteis de Socrates!

•Dezembro 14, 2008 • Deixe um Comentário

Não se vivem dias felizes em Belém. No desenvolver do processo com o intuito de nacionalizar o Pai-Natal nem tudo correu como previsto, o nosso quase estimado primeiro-ministro revoltou-se.
Numa das clausulas do contrato que poderia marcar 2008, estava implícito que o já referido sr. Umbelino Natal, teria que passar a vestir-se de vermelho e verde, com um cinto de cor amarela. Ora isto, até para um qualquer simples mortal que se prese não tem muita lógica. O sr. Umbelino concordou com os mortais, e indignou-se, pois teria de mudar todo o seu enorme guarda-roupa constituído por 376 fardas vermelhas. Chegou inclusivamente a dizer-se que se virou para o Sócrates e disse: “Tu és estúpido pah”.

Compreende-se…

O que poucos compreendem é que por de trás desta grande indignação está o contrato milionário que o sr. Robervácio Natal tem para com a Coca-Cola, que como se sabe fornece também a vestimenta do Pai-Natal.

Sócrates não é um burro qualquer (é um dos maiores), e fez de imediato uma proposta de aquisição da Coca-Cola, contrato este patrocinado pela SAD do Sport Lisboa e Benfica, visto estes, ao que parece, nadarem em dinheiro (pondo de lado as dividas como é óbvio).

Para Janeiro, o governo já negoceia também a compra do Chelsea Football Club e da Angelina Jolie, o que pode trazer também por empréstimo os 101 filhos adoptados.

Ao que parece estes parecem ser os reforços que deixam os adeptos a sonhar, e com a possibilidade de Portugal se qualificar para o campeonato da FIFA “Saia da Crise Agora 2009”

Primeiro Ministro a trabalhar em grande com a direcção liderada por Cavaquinho a gostar do trabalho.

tD#02 2P

O que foi, o que poderia ter sido, e o que provavelmente vai ser…

•Dezembro 8, 2008 • Deixe um Comentário

Não dei voltas à cabeça, não estudei afincadamente o assunto, nem matei ninguém, mas percebi como funciona o governo daquele país a que alguns chamam Portugal.
O lema do primeiro ministro é, nada mais nada menos:

“Posso não saber as lei,
Nem sequer quem foram os reis
Com certeza que não vou desanimar
Em playback, em playback, em playback!

Só preciso de acenar,
Não me vou enganar,
E, assim mesmo, sem perceber vou exercer
Em playback, em playback, em playback!

Em playback eu sou alguém
Mesmo técnico governo bem…
Em playback, em playback…”

Porém o grande problema é que ainda ninguém lhe disse que o trabalho já tem de tar feito para poder fazer o tal playback, e assim sendo o Cavaquinho cortou os fundos para o playback.
Para mim, é estupidamente notório, que alguém devia intervir nisto. Por favor criem la um “playfront” para que aqule gajo faça o que melhor sabe, o playback.

tD#02 2P

A tua sorte acabou…

•Dezembro 8, 2008 • Deixe um Comentário

O que é que foi? TD voltou…

O fim está próximo

•Setembro 19, 2008 • 1 Comentário

O texto que se segue pode ferir a susceptibilidade de alguns asiáticos carecas, assim como de um ou dois membros da seita “S.I.G.L.A.”; e/ou/mas também/já agora porque não conter uma ou duas cenas de sexo explicito e quiçá asqueroso.

Google, um mundo no submundo, um submundo na Terra. Bem, deixemo-nos de poesia.
É certo e sabido que o acima referido “motorzinho de busca” é o maior centro pornográfico em todo o planeta. E sim, ainda maior que a biblioteca pornográfica do sr. Alberto João Jardim. (Mas quem é que está a falar mal do João Alberto, quem?? Aii…)
Não bastasse ser um antro de perdição, o Google, não a biblioteca do sr. Alberto; é também neste que pessoas normalmente normais no quotidiano do dia-a-dia, inocentemente procuram o significado de monotonia, ou coisas do género.
Muito se falou, ah e tal e não sei que, e há um blog que… Tretas, eu mesmo na ânsia profundamente funda de descomprovar tal disparate, que acabou por não ser disparate nenhum, e eu ser inclusivamente apelidado de “estúpido”. Essa pessoa encontra-se neste preciso momento no dentista, por causa ainda a apurar.
Mas voltemos aos factos, e contra eles diz que não há argumentos, a simples e inocente (ás vezes) pesquisa de simples e usuais termos como “significado de monotonia” ou mesmo como “FW: Mensagem”, pode levar ao referido blog. Uma inunda badalhoquice.
Cuidado, muito cuidado…

Minha gente, atenção, isto é, novamente, os TD, nós, o nosso blog e a Dona Antónia a fazer serviço publico. Já se faz merecer uma medalha…

tD#02 2P

tD#04

The Doctors, por mim, por ti, por nós…

O Segredo

•Setembro 15, 2008 • Deixe um Comentário

Dou por mim a deambular numa cave bastante característica, não por ser no décimo andar de um prédio de apenas dois, mas porque encontrei uma caixa de contraceptivos. Olho para o calendário lunar e surpreendentemente já é dia 15 de Setembro. Convenhamos que não há melhor altura para se falar em arquitectura.
Falemos então…

É com grande espanto que vejo entrar pela janela o Manuelzinho, com uma carta na mão, que ele diz ter interceptado.
Desde logo se levantou e ergueu, voltando-se a sentar, dentro de mim um elevado grau de desconfiança. Manuelzinho não é propriamente um nome que se dê a uma pífia criatura que anda para aí a interceptar cartas. Mas passemos à carta.
A carta continha, nada menos nada mais, que uma declaração de amor do senhor António de Oliveira Salazar para a nazi, digo alemã Angela Merkel. Esta dita carta era bastante estranha, não porque o senhor em questão já bateu (e com muito orgulho) as chuteiras; mas sim porque vinha escrita em russo, mas um russo muito mal escrito, assim a fugir para o egípcio.
Vejamos então uma bagatela da carta, devidamente traduzida…

“Madame Rice, rainha do arroz, não sei se é amor ou se é paixão que arde dentro de mim, mas uma coisa eu sei, hoje está a chover.
Foi com grande pesar que tomei conhecimento do falecimento do seu irmão Adolf Hitler, pois tinha um respeito jamais visto pelo seu bigode, chegando por vezes, em dias de calor, a inveja-lo.
Minha adorável senhora, sem lhe querer faltar ao respeito, penso que é dotada de um lindo corpinho, mas como sei também da sua paixão pelo bom vinho do Porto, gostaria de a advertir para uma situação, por favor se conduzir não beba, ou melhor, visto tratar-se do admirável vinho do Porto, beba à vontade, mas não conduza, não vá o Papa tece-las.
Me despeço com grande saudade, e com um calor dentro de mim ainda maior do que quando iniciei a dactilografar esta carta.
Um beijo, do sempre seu
António de Oliveira Salazar”

Ora, estranho ou não uma coisa é certa, poderá dizer-se que António de Oliveira Salazar foi o grande responsável pela comercialização em massa do vinho do Porto na Alemanha, assim como o grande progenitor do celebre ditado “Por favor beba, mas não conduza”.
Muito obrigado Manuelzinho…

tD#02 2P

Conte-nos então como aconteceu

•Setembro 11, 2008 • 1 Comentário

– “Conte-nos então como aconteceu”.
– “Ora, isto foi no dia 27 de Setembro de 89, em que eu cheguei a casa, e assassinei brutalmente toda a minha família”
– “Assassinou toda a sua família?”
– “Correcto. Violei a minha mulher e os meus 8 filhos, assassinei-os, violei-os, cortei-os ás postas, espalhei-lhes as tripas pela casa toda, e ainda os violei outra v…”
– “TEMOS O 760 800 300. Ligue já! Temos 7000€ para dar, aproveite! Só tem que ligar 760 800 300, e fica automaticamente inscrito no nosso concurso, com a possibilidade de ganhar 7000€!… António, é muito dinheiro não é? O que fazia com 7000€?”
– “Ora, com 7000€ eu comprava uma casa nova, casava com uma mulher que me desse muitos filh…”
– “JÁ TEMOS ALGUÉM EM LINHA! Estou? Quem fala?”

tD#04